Fale Conosco
  • location_on

    Rua amadeu roldan, 637

Deixe sua Mensagem






Você prefere ser atendido por email ou whatsapp?

Seus dados serão utilizados exclusivamente para análise previdenciária. Não repassaremos as informações a terceiros e nos comprometemos a não enviar Spam.

Veja as condições para receber os benefícios de aposentadoria e pensão por morte!

Veja As Condicoes Para Receber Os Beneficios De Aposentadoria E Pensao Por Morte - Escritório de Advocacia em São Paulo - SP | Macedo Advocacia - Veja as condições para receber os benefícios de aposentadoria e pensão por morte!

Pensão por morte e aposentadoria: É possível receber os dois benefícios?

Há pouco tempo surgiu o caso de uma segurada que recebe a pensão por morte devido ao falecimento do companheiro desde 2010.

A particularidade se enquadra nas contribuições facultativas da cidadã junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), resultando no questionamento sobre a possibilidade ou não em receber ambos os benefícios.

E sim, o acúmulo pode acontecer.

Definição dos valores após a Reforma da Previdência

Diante das alterações resultantes da reforma da previdência, o segurado será contemplado com o valor integral daquele benefício que oferecer mais vantagens, além de uma parcela daquele de menor valor.

Esta, por sua vez, passará por um processo de escala de reduções, para depois ser dividida por faixas de rendimento, desde que, limitadas ao salário mínimo vigente (R$ 1.045,00).

É possível acumular mais de uma pensão por morte? 

Esta é uma dúvida frequente.

Entretanto, a resposta é não.

Isso porque, a reforma tributária proibiu que haja o acúmulo de pensões por morte direcionadas ao cônjuge, filhos ou pais.

Esta possibilidade seria viável somente se o segurado viesse a óbito até um dia antes do início do período de vigência da reforma, até o dia 12 de novembro de 2019.

Neste caso, era possível acumular duas pensões por morte se, após o cônjuge falecer, o beneficiário também perdesse um filho, se ficasse comprovada a dependência financeira dele.

O filho também estaria apto a receber a pensão por morte em caso de perda da mãe e do pai.

Portanto, para os beneficiários integrados ao sistema previamente à reforma tributária, há a possibilidade de acumular as pensões.