Fale Conosco
  • location_on

    Rua amadeu roldan, 637

Deixe sua Mensagem






Você prefere ser atendido por email ou whatsapp?

Seus dados serão utilizados exclusivamente para análise previdenciária. Não repassaremos as informações a terceiros e nos comprometemos a não enviar Spam.

Vocês trabalham por nossas vidas, mas quando vão parar de trabalhar?

Advogado Blog - Abrir Empresa Simples - Vocês trabalham por nossas vidas, mas quando vão parar de trabalhar?

Entenda como fica a aposentadoria para profissionais de saúde!

Aposentadoria Especial para os profissionais da saúde: O que mudou com a Reforma?

Os questionamentos mais frequentes nos escritórios de advocacia previdenciária, dizem respeito à concessão de benefícios aos cidadãos. Afinal, a mudança na legislação, sancionada em 2019, deixou o regramento mais rígido para obtenção dos direitos.

Levando o assunto especificamente para o contexto dos profissionais de saúde, hoje vamos comentar como fica a aposentadoria especial após a Reforma da Previdência.

De forma geral, as condições insalubres da área permitem essa solicitação após 25 anos de contribuição ao INSS.

E essa disposição da legislação não sofreu alterações.

No entanto, outras regras que não se aplicavam nas condições antigas, passaram a valer e, claro, geraram muitas dúvidas.

Para entender tudo isso, vamos devagar com o andor!

Antes de começar a inquietar-se com qualquer preocupação, tenha certeza das novas aplicações das diretrizes.

Você estava apto a aposentar-se até 12 de novembro de 2019? Pois bem, fique sabendo que o direito adquirido é seu e ninguém poderá alterar tal fato.

Se o seu caso não se enquadra na situação que elencamos acima, bem… neste artigo a gente lhe ajuda a entender algumas possibilidades.

Quem são os profissionais da saúde e como fica a aposentadoria especial após a Reforma?

Médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem…esses são profissionais da saúde, certo!?

Se a sua resposta foi um sonoro “claro”… saiba que você está correto em sua afirmação.

Porém, eles não são os únicos trabalhadores da área e muita gente nem pensa nesse assunto.

Dentistas, profissionais que fazem a coleta do lixo hospitalar e os médicos veterinários também fazem parte desse elenco, entre outros.

A diferença é que a dificuldade em comprovar o nível de exposição às substâncias nocivas fica um pouco mais acentuada em alguns casos.

Como os profissionais da saúde podem comprovar a condição de insalubridade durante a jornada laboral?

O único jeito possível é através da validação atestada pelo Perfil Profissiográfico Previdenciário.

Um engenheiro de segurança ou médico do trabalho são os especialistas que podem elaborar o relatório, no qual constará a listagem de agentes insalubres aos quais o cidadão esteve exposto.