Fale Conosco
  • location_on

    Rua amadeu roldan, 637

Deixe sua Mensagem






Você prefere ser atendido por email ou whatsapp?

Seus dados serão utilizados exclusivamente para análise previdenciária. Não repassaremos as informações a terceiros e nos comprometemos a não enviar Spam.

INSS: Nova forma de contagem do tempo de contribuição da Previdência

inss-nova-forma-de-contagem-do-tempo-de-contribuicao-da-previdencia - INSS: Nova forma de contagem do tempo de contribuição da Previdência

Você sabe me responder quanto tempo de contribuição você tem?

A resposta para essa pergunta pode ser difícil, principalmente após a Reforma da Previdência.

Falamos isso porque a Reforma trouxe uma nova forma de contagem do tempo de contribuição.

Além disso, vamos falar um pouco sobre outros fatores que podem melhorar o seu tempo de contribuição para aposentadoria!

Para tratar deste assunto vamos abordar os seguintes tópicos:

  1. Como será feita a nova a nova contagem do tempo de Contribuição?
  2. Porque isso é importante para a sua aposentadoria?
  3. A partir de quando começou a valer essa regra?
  4. Como aumentar meu tempo de contribuição?

Continue esta leitura conosco e entenda a nova forma de cálculo do tempo de contribuição do INSS.

  1. Como será feita a nova a nova contagem do tempo de Contribuição?

Antes da Reforma da Previdência Social a contagem do tempo de contribuição era feita através de uma contagem por dias.

Esse cálculo não considerava o valor que você pagava de contribuição.

Vamos colocar como exemplo uma pessoa que trabalhou antes da Reforma do dia 1º até o dia 15.

Nesse exemplo, para a aposentadoria era considerado que você contribuiu 15 dias, independente do valor da sua contribuição.

Após a Reforma da Previdência o cálculo ficou diferente.

NOVA REGRA

O INSS editou a Portaria nº 450/2020 determinando como será a nova forma de calcular o tempo de contribuição.

O texto diz:

Art. 30. Para os períodos posteriores à EC nº 103, de 2019, as competências em que o salário de contribuição mensal tenha sido igual ou superior ao limite mínimo serão computadas integralmente como tempo de contribuição, independentemente do número de dias trabalhados, ou seja, os períodos serão computados por mês, independente do início ou fim da atividade ocorrido dentro da competência.

Mas o que isso quer dizer?

Na prática, se você trabalhou apenas 15 dias, mas a sua contribuição durante este período superou o limite mínimo será considerado para sua aposentadoria não só 15 dias, mas o mês inteiro.

2. Porque isso é importante para a sua aposentadoria?

Essa alteração é extremamente benéfica.

Antes, quando você contribuía algum período parcial “picado”, vamos supor apenas 10 dias dentro do mês, independente do valor da sua contribuição, só seriam contabilizados para sua aposentadoria 10 dias.

Agora, com a nova regra, independente da quantidade de dias que você trabalhou naquele mês, se a sua contribuição para a previdência social (INSS) atingiu o valor mínimo você terá direito a contabilizar não apenas alguns dias, mas o mês inteiro para sua aposentadoria.

Futuros aposentados devem redobrar o cuidado para exigir a aplicação dessa regra.

Uma forma de assegurar a aplicação dos seus direitos, incluindo esta regra, é realizando o Planejamento Previdenciário.

Através do planejamento será feito o cálculo previdenciário que mostrará a você qual é o valor que você deve receber de aposentadoria. Então, quando o seu benefício for concedido você saberá se esta correto ou não.

Caso sua aposentadoria seja concedida em valor inferior ao devido você terá em mãos o valor correto e o cálculo para recorrer em busca do valor correto.

3. A partir de quando começou a valer essa regra?

Esta é uma regra nova e será aplicada para os períodos trabalhados após a vigência da reforma da Previdência Social.

A Reforma da Previdência entrou em vigor no dia 13/11/2019, desta forma, a contagem que explicamos acima começa a valer a partir dessa data.

4. Como aumentar meu tempo de c