Fale Conosco
  • location_on

    Rua amadeu roldan, 637

Deixe sua Mensagem






    Você prefere ser atendido por email ou whatsapp?

    Seus dados serão utilizados exclusivamente para análise previdenciária. Não repassaremos as informações a terceiros e nos comprometemos a não enviar Spam.

    Será que as viúvas podem receber a aposentadoria dos seus esposos?

    141 Macedo - Escritório de Advocacia em São Paulo - SP | Macedo Advocacia - Será que as viúvas podem receber a aposentadoria dos seus esposos?

    Conheça as opções de aposentadoria para a viúva

    Muitas pessoas ainda tem duvidas quando o assunto é aposentadoria da viúva, sobre o que é realmente de direito dela receber após o falecimento de seu companheiro.

    Por essa razão elaboramos esse artigo para explicar mais sobre como fica a aposentadoria da viúva, e sobre os direitos previdenciários que podem ou não ser herdados.

    Aposentadoria

    Sim, a viúva tem direito à aposentadoria, mas como qualquer outra pessoa é preciso que ela cumpra os requisitos necessários para isso.

    Porém muito se confunde a aposentadoria com a pensão por morte, mas então vamos lá. Se o marido falecido tinha direito à aposentadoria, mas não havia feito o requerimento, a viúva pode requerer o benefício previdenciário em forma de pensão por morte.

    Quando o marido falece o que será “passado” para a viúva será a pensão por morte não a aposentadoria em si, ou seja, a aposentadoria para a viúva vai ser concedida como pensão por morte.

    Pensão por morte

    Pensão por morte é um benefício previdenciário previsto na Lei nº 8213/90, destinado aos economicamente dependentes do falecido que era segurado do INSS ou que recebia algum benefício previdenciário na data da morte .

     os dependentes presumidos são:

    Pedido De Aposentadoria - Escritório de Advocacia em São Paulo - SP | Macedo Advocacia - Pedido de Aposentadoria
    • Filhos de até 21 anos de idade, os filhos incapazes ou com deficiência, sem limitação de idade nestes casos;
    • Cônjuge casado até data da morte ou separado/divorciado, mas que recebia pensão alimentícia do falecido;
    • Companheiro(a), no caso de união estável;

    Valor da pensão por morte para a viúva

    O valor da pensão por morte para a viúva que o óbito ocorreu entre a data de 28.6.1997 (Lei n. 9.528/1997), até a data de 12/11/2019 (EC n. 103/2019), será de 100% do valor da aposentadoria que o falecido recebia ou daquela a que teria direito se estivesse aposentado por invalidez na data do óbito.

    Já se o óbito ocorreu partir da EC n. 103/2019 o valor da pensão por morte para esposa será equivalente a uma cota familiar de 50% do valor da aposentadoria recebida pelo falecido ou daquela a que teria direito se fosse aposentado por incapacidade permanente na data do óbito, acrescida de cotas de dez pontos percentuais por dependente, até o máximo de 100%.

    Pensão + aposentadoria

    A viúva pode fazer o acumulo da pensão por morte do marido com a aposentadoria sem nenhum problema, mas caso caso o beneficio tenha sido concedido após a reforma da previdência, o valor de um dos benefícios não será pago em sua integralidade.

    A viúva pode se aposentar com: aposentadoria por idade, especial, PCD, invalidez, servidora ou até mesmo por tempo de contribuição, desde que tenha tempo de contribuição suficiente.

    Por quanto tempo a viúva recebe a pensão?

    Cônjuge/Companheiro(a) duração de 4 meses:

    • Quando o óbito tenha ocorrido sem que o segurado tivesse completado 18 contribuições;
    • Quando o casamento ou união estável tenha iniciado dois anos antes do falecimento do segurado
    • Para cônjuge, ou companheiro, ou ex-cônjuge divorciado ou separado judicialmente que receba pensão alimentícia

    Cônjuge/Companheiro(a)quando o segurado completou 18 contribuições:

    • 3 meses para quem tem menos de 22 anos;
    • 6 anos para quem tem entre 22 e 27 anos;
    • 10 anos para quem tem entre 28 e 30 anos;
    • 15 anos para quem tem entre 31 e 41 anos;
    • 20 anos para quem tem entre 42 e 44 anos;
    • vitalícia para quem tem 45 anos de idade ou mais.

    Fonte: Jornal Contábil

    PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

    Se você precisa de serviço relacionado ao artigo ou necessita de maiores informações sobre o assunto, conte conosco, da Macedo Advocacia.

    Contamos com profissionais que possuem grande experiência e conhecimento no direito previdenciário, tanto na esfera judicial, como, também, no âmbito administrativo.

    Entre em contato conosco utilizando as informações disponibilizadas em nosso website; caso prefira, você pode utilizar a ferramenta de chat do WhatsApp, ela fica localizada no canto inferior direito.

    Estamos apenas te esperando.

    PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

    Rate this post

    Marcadores:

    Então vamos ao próximo passo e realizar uma análise do seu caso?

    Preencha o formulário e saiba como garantir seus direitos.





      captcha

      Comentários

      0 0 votes
      Article Rating
      Subscribe
      Notify of
      guest
      0 Comentários
      Inline Feedbacks
      View all comments

      Endereço:

      UNIDADE:
      Av.Marquês de São Vicente 230,
      18° andar - Barra Funda - São Paulo
      Cep: 01139-000

      Telefone:

      (11) 4706-4739

      E-mail

      contato@macedoassessoria.adv.br

      Macedo Assessoria Jurídica | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

      Powered by: Grupo DPG