Fale Conosco
  • location_on

    Rua amadeu roldan, 637

Deixe sua Mensagem






    Você prefere ser atendido por email ou whatsapp?

    Seus dados serão utilizados exclusivamente para análise previdenciária. Não repassaremos as informações a terceiros e nos comprometemos a não enviar Spam.

    Planejamento de aposentadoria para MEI: saiba como aumentar o valor do seu benefício

    141 Macedo - Escritório de Advocacia em São Paulo - SP | Macedo Advocacia - Planejamento de aposentadoria para MEI: saiba como aumentar o valor do seu benefício

    Saiba como recolher o INSS complementar

    O MEI é o Microempreendedor Individual que exerce sua função por conta própria e que passa a ter CNPJ, juntamente com isso várias outras vantagens como facilidades com a abertura de conta bancária, no pedido de empréstimos e na emissão de notas fiscais, além de ter obrigações e direitos de uma pessoa jurídica.

    Quando você vira um MEI você passa a contribuir para o INSS de forma obrigatória, mas apesar dessa obrigatoriedade isso é uma ótima forma de assegurar mais benefícios, como aposentadoria, auxílio doença, salários maternidade entre vários outros.

    Como contribuir para o INSS sendo MEI?

    O MEI pertence à categoria de Contribuinte Individual do INSS, a forma de pagamento será através de guia DAS-MEI gerada no próprio Portal do Empreendedor e deve ser paga até o dia 20 de cada mês.

    O valor da guia é fixo, equivale a 5% do salário mínimo vigente, com isso os benefícios previdenciários do MEI serão pagos no valor de um salário mínimo, quando devidos.

    A guia DAS pode ser retirada das seguintes formas:

    • Pelo aplicativo móvel: App MEI;
    • Pelo PGMEI (Portal do Simples Nacional);
    • Pelo portal do Empreendedor;

    Depois de emitir a guia, o pagamento pode ser feito por meio de:

    • Boleto: na rede bancária ou numa agência lotérica;
    • Pagamento online: o MEI pode utilizar uma conta-corrente para efetuar o pagamento;
    • Débito: acessando o PGMEI, o MEI pode se registrar sua conta bancária e o pagamento será automático;
    • Pix: o DAS possui QR Code, então, basta apontar a câmera do seu celular e depois confirmar o pagamento pelo aplicativo do seu banco;

    Como aumentar o valor da minha aposentadoria MEI?

    Como foi dito acima, o MEI contribui com 5% do salário mínimo vigente, e por essa razão quando se aposentar ele receberá somente um salário mínimo, pois a contribuição do MEI é a mais baixa.

    Porém para o MEI que quer aumentar o valor da sua aposentadoria é possível que ele faça uma complementação de mais 15%, totalizando 20% de contribuição, assim além de aumentar o valor da sua aposentadoria ele passará a ter direito a aposentadoria por tempo de contribuição.

    Ok, se você deseja complementar sua contribuição será necessário emitir a Guia da Previdência Social, a famosa GPS. Você poderá preenchê-la pela internet ou manualmente comprando um bloquinho na papelaria.

    Ao adquirir, você deverá preencher e inserir o código 1910, que é referente a complementação mensal do MEI, e inserir o valor do recolhimento.

    Agora que você está contribuindo sobre o plano normal, você precisa saber que o valor mínimo de contribuição é sobre o salário mínimo e o valor máximo é sobre o teto previdenciário.

    Quais benefícios previdenciários o MEI tem direito?

    • Aposentadoria por idade: mínimo de 15 anos de contribuição;
    • Aposentadoria por invalidez: mínimo de 12 contribuições mensais;
    • Auxílio-doença: carência de 12 meses de contribuição;
    • Salário-maternidade: carência de 10 meses de contribuição;
    • Pensão por morte: mínimo de 18 contribuições mensais;
    • Auxílio-reclusão: mínimo de 24 contribuições mensais.

    A legislação não permite a aposentaria por tempo de contribuição para o MEI, porém para passar a ter direito a essa modalidade, o MEI deverá complementar a contribuição mensal, que atualmente é de 5% com mais 15% sobre o salário mínimo, totalizando 20%, como foi explicado acima.

    Os requisitos para o MEI se aposentar são:

    • Mulheres: 62 anos de idade e 15 anos de contribuição;
    • Homens: 65 anos e 15 anos de contribuição (se tiver iniciado as contribuições após a reforma da Previdência, deverá ser 20 anos de contribuição).

    Fonte: Jornal Contábil 

    PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

    Se você precisa de serviço relacionado ao artigo ou necessita de maiores informações sobre o assunto, conte conosco, da Macedo Advocacia.

    Contamos com profissionais que possuem grande experiência e conhecimento no direito previdenciário, tanto na esfera judicial, como, também, no âmbito administrativo.

    Entre em contato conosco utilizando as informações disponibilizadas em nosso website; caso prefira, você pode utilizar a ferramenta de chat do WhatsApp, ela fica localizada no canto inferior direito.

    Estamos apenas te esperando.

    PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

    Rate this post

    Marcadores:

    Então vamos ao próximo passo e realizar uma análise do seu caso?

    Preencha o formulário e saiba como garantir seus direitos.





      captcha

      Comentários

      0 0 votes
      Article Rating
      Subscribe
      Notify of
      guest
      0 Comentários
      Inline Feedbacks
      View all comments

      Endereço:

      UNIDADE:
      Av.Marquês de São Vicente 230,
      18° andar - Barra Funda - São Paulo
      Cep: 01139-000

      Telefone:

      (11) 4706-4739

      E-mail

      contato@macedoassessoria.adv.br

      Macedo Assessoria Jurídica | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

      Powered by: Grupo DPG